quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O que é Lean Seis Sigma

O Lean Seis Sigma é um conjunto de estratégias de gerenciamento de processos administrativos e/ou produtivos que têm como princípio a redução na variação destes processos por meio de ferramentas estatísticas e de criatividade que identificam defeitos e falhas, além de reduzirem os tempos de produção, administração, logística etc.

Além de ser altamente rigorosa, a gestão Lean Seis Sigma é eficaz e pode ser implantada em empresas de qualquer porte ou ramo de atuação. “O treinamento Lean Seis Sigma visa à satisfação total e o máximo sucesso econômico do cliente. Para isso, ele é focado em ferramentas, métodos, estatísticas, visão, sistemas de medição, benchmark, filosofia, símbolos, objetivos e atitudes que reduzem as variações e, com isso, as chances de problemas e erros”, ressalta a consultora Irani Faria Franco, Lean Six Sigma Master Black Belt.

Para obter resultados financeiros ou em qualidade, é necessário que todos os colaboradores envolvidos nos processos de produção estejam focados em sua melhoria. “Geralmente os responsáveis pelas empresas se preocupam com as perdas visíveis em um processo, mas esquecem algumas variáveis ‘ocultas’ que podem influenciar negativamente o balanço final daquele produto ou serviço”, friza a consultora.

Assim, a implantação de uma gestão Lean Seis Sigma e o uso de suas ferramentas geram ‘savings‘, reduzem custos e gastos em processos e afetam positivamente o fluxo econômico. “Estes savings vêm da redução de custos de inspeção, horas extras, perda de confiança do cliente entre outras dezenas de fatores”, explica Irani.

A redução potencial varia entre 15 e 22%. “Historicamente, a implantação do Seis Sigma já se mostrou altamente eficaz, trazendo resultados significativos e impulsionando o crescimento de empresas. Entre o final da década de 1980 e o início da década de 1990, a Motorola teve ganhos reais de US$ 2,2 bilhões. Já a General Eletric teve ganho de US$ 1,5 bilhão somente no ano de 1999 após a implantação desta metodologia”, exemplifica a especialista.

Vale ressaltar que não existe um momento certo para esta implantação. Durante as fases iniciais existe a busca de pessoas-chave que serão fundamentais na melhoria dos processos.  “O treinamento é focado nos supervisores, gestores e coordenadores e sua duração varia entre 6 e 18 meses. É uma solução de médio e longo prazo, que obtém ótimos resultados desde que implantada e utilizada com seriedade por todos os colaboradores envolvidos”, completa Irani.

Nenhum comentário:

Postar um comentário