sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Filosofando sobre ferramentas de Melhoria Contínua


Boa tarde!!

Me preparando para uma semana diferente, e com um visual inspirador.





Aqui olhando o material e refletindo no aprendizado desse ano (precisando revisar meu CV :), depois de experiências maravilhosas como Voluntariado nas Olimpíadas, e muitos lugares novos no Brasil).

Encontrei bons desafios em turmas com necessidades diferentes, negócios diferentes, expectativas diferentes, regiões diferentes do Brasil, cada uma com suas peculiaridades e belezas, que sempre me fazem aprender muito das ferramentas, as do Seis Sigma e as do Lean.

São 2 paixões, cada uma com seu espaço e sua aplicação. E as oportunidades que vamos encontrando trazem a esperança de que os negócios podem ser mais rentáveis, que talentos podem e devem ser melhor utilizados, e a certeza que se os conceitos forem bem aplicados estaremos num futuro bem melhor.

Trabalhando com grupos de trainees, me enche o coração de esperança que nossas empresas no futuro possam ter uma gestão mais focada, com utilização de ferramentas poderosas, sem necessidades de gurus ou “indicadores do momento”, pois a utilização deles sem estrutura e ou necessidade, podem ser como uma roupa, atual e muito na moda, mas que “serve” para alguns apenas, não trazendo resultados e gastando recursos tão preciosos para outras necessidades.

Busco, como aprendizado diário, experimentar e conhecer coisas novas, aumentar minha “carta de cultura inútil”, sempre apoiadora de boas ideias e uma forma diferente de ver o mundo, e compartilho, nesse espírito, um link de um artigo do Lean Institute, sobre a aplicação de ferramentas e gestão Lean na agricultura.

Bom divertimento!

http://www.lean.org.br/artigos/482/uma-visita-a-uma-fazenda-lean.aspx


Nenhum comentário:

Postar um comentário